Querência

por Rodrigo Castro Francini
Imagem
Anda por tua cidade.
Palmilha essa instância querida
Perscrutando em seus recantos
Teus próprios recônditos.
Conversa sob a garoa ou sol ou sombra
Com os olhos de tua gente.
Vê as paredes, abraça teus concidadãos.
Toma os bondes, entra nos bares.
Caminha e bebe – partilha!
Esquece tua idade e descrença.
Trilha por tuas vontades
E pelas necessidades do teu povo.
Anda por tua cidade.
Palmilha essa instância querida.
Queiras estar onde estás
Até as horas de partidas
E quando voltares (e vires o novo)
(Pois voltarás, de algum modo!)
Bem-digas o chão que volta,
Que retorna ao teu coração
Renovando teu bem-quereres,
Tua criança e tua fé.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s